Peeling de Cristal

O Peeling de Cristal é uma técnica de esfoliação mecânica não cirúrgica que produz uma renovação celular da Epiderme, retirando as Células mortas e estimulando a produção de Colágeno. A forma de aplicação consiste em projetar microcristais de óxido de alumínio com um equipamento que permite regular os níveis de esfoliação e pressão. Os microcristais são jateados sobre a pele e aspirados sob um sistema de vácuo, juntamente com as impurezas da pele.

Obter um Peeling superficial ou médio irá depender do número de passadas, e da pressão exercida, de acordo com a indicação de um profissional especializado. O número de sessões pode varias entre 4 a 10, com intervalo aproximado de 10 a 30 dias, com duração de 10 a 30 minutos por sessão, em um procedimento rápido e pouco desconfortável.

Efeitos do Peeling de Cristal incluem:

  • Renovação da camada córnea, dando um aspecto mais aveludado à pele;
  • Ativação de microcirculação local;
  • Incremento da produção de Colágeno e Elastina;
  • Regeneração Celular;
  • Estímulo da renovação celular.

O Peeling de Cristal está indicado no tratamento de dermatoses inestéticas superficiais, foto envelhecimento, cicatrizes de acne, melasma, melanose solar e rugas finas. Estando contraindicado em portadores de queloides, lesões de pele sem diagnóstico, herpes em atividade, verrugas virais e acne inflamatória.

Para otimizar os resultados é importante observar o uso de Filtro Solar FPS 30, regularmente, evitar exposição solar, não pressionar a retirada de pele morta e promover adequada hidratação da pele.

Lasers em Dermatologia

Os aparelhos de Laser estão em constante e rápida evolução, e ganham novas indicações e cada vez mais resultados confiáveis.
Acredita-se que o futuro de muitos tratamentos em Dermatologia passarão pelos Lasers.

Sobre o Laser

O Laser deixou de ser parte apenas de filmes de ficção científica há vários anos, e hoje constitui ferramenta importante em vários setores da atividade humana, sendo que cada dia mais integram o arsenal terapêutico de muitas especialidades médicas, sobretudo na Dermatologia, tendo em vista que a pele, um órgão externo, apresenta muitas interações com várias radiações luminosas.

Como Surgiu o Termo

O Termo Laser deriva da sigla em inglês Light Amplificatio by Stimuled Emission of Radiation, ou seja, amplificação de luz por emissão estimulada de radiação. Conforme a fonte geradora, o Laser apresenta afinidade por determinada substância como a Melanina, a água, a Hemoglobina e outros pigmentos, com sua luz sendo absorvida e transformada em calor, destruindo algumas estruturas, e outras não. Essa capacidade de se transformar luz em calor, em alvos estruturais específicos é chamada Fototermólise Seletiva. A chamada Luz Intensa Pulsada não é do ponto de vista técnico um Laser, mas também gera calor em diferentes estruturas da pele, em vários níveis de profundidade, com ações biológicas semelhantes as dos Lasers.

Indicações de Uso

As indicações para uso dos Lasers são cada vez mais numerosas, com avanço rápido e constante tanto das tecnologias envolvidas nos aparelhos, como no que diz respeito às técnicas usadas em sua aplicação. Indicações, como remoção de pelos indesejados, fotorrejuvenescimento, eliminação de manchas escuras, hemangiomas (manchas vermelhas), vasos sanguíneos aparentes, “olheiras”, remoção de tatuagens e outros, mostram o potencial desses aparelhos na Dermatologia. A utilização dos Lasers requer conhecimento de como funciona sua engenharia, seus princípios físicos, os alvos envolvidos e as respostas biológicas obtidas, e principalmente o manejo de eventuais complicações. Sua utilização inadequada pode causar danos, sobretudo queimaduras na pele, exigindo a responsabilidade técnica de profissional médico habilitado.

Aparelhos Utilizados

De acordo com a indicação especifica são utilizados aparelhos diferentes.
Atualmente, para a remoção de pelos indesejados, os Lasers mais eficientes são os de Diodo, que superam em muito os de Lus Pulsada. O alvo específico é a Melanina (pigmento que dá a cor da pele e pelos), que existe em muito maior quantidade no pelo do que na pele. Assim, ocorre geração de calor na haste do pelo, com destruição dele e das estruturas que o originaram. Os resultados são definitivos, exceto se houver algum distúrbio hormonal na paciente como, por exemplo: Síndrome dos Ovários Policísticos, na qual o método é considerado como depilação prolongada, necessitando sessões de manutenção a cada dois anos. O FDA (Órgão Norte americano que controla alimentos, medicamentos e uso de equipamentos médico) define depilação definitiva como aquela em que após seis meses, se mantém a eliminação de 95% ou mais dos pelos.

O método gera certo desconforto que, em geral, é bem tolerado pelos pacientes. É necessário que se evite qualquer método que arranque os pelos por pelo menos 30 dias antes dos procedimentos (não usar depilação com cera, pinças ou outros dispositivos que arranquem os pelos, que podem ser cortados a qualquer tempo).

Luz Intensa Pulsada

A Luz Intensa Pulsada apresenta grande afinidade pela Melanina e Hemoglobina, o pigmento do sangue, sendo então bem indicada para remoção de manchas escuras, ou avermelhadas e destruição de pequenos vasos na superfície da pele. Pelo fato de penetrar na pele apenas superficialmente, é menos eficiente para a remoção de pelos, principalmente os mais grossos. Para a Poiquilodermia (manchas avermelhadas e com vasos visíveis que ocorre no pescoço e colo) a Luz Pulsada é o único tratamento possível. Ela apresenta bons resultados para remoção de manchas, mas estimula pouco a produção de colágeno.

Lasers Fracionados

Os Lasers fracionados, como o de Erbium, apresentam afinidade pela água que existe em grande quantidade na segunda camada da pele, a derme, onde está a maior parte do colágeno, fazendo um aquecimento indireto dessa proteína, causando fragmentação, contração e remodelação do colágeno. O sistema de fracionamento faz com que a pele seja atingida pelo Laser em um arranjo pontilhado, alternando áreas atingidas, com áreas não tratadas. Desse modo, há uma conservação de grande quantidade de pele integra, que favorece a rápida recuperação após o procedimento, em comparação com os sistemas não fracionados. Pode promover síntese de colágeno com a melhora na textura da pele, incluindo redução de marcas e expressão. Também promovem alguma remoção de pigmento.

Associação de Métodos

É possível, de acordo com a indicação, associar métodos incluindo Luz Pulsada, Laser fracionado e outros procedimentos como Peelings no mesmo paciente, visando otimizar resultados. É indispensável que se faça uma avaliação dermatológica criteriosa dos pacientes candidatos a tratamentos com Lasers, para que seja feita a correta indicação dos métodos e, principalmente, se identifique eventuais contraindicações. É fundamental que o paciente entenda o que vai ser feito, como será o dia seguinte ao procedimento (ocorrência de escurecimento e descamação na pele, discreto inchaço), a necessidade de filtros solares usados de forma rigorosa e preparo da pele com substâncias específicas. É necessário também orientações sobre os resultados, deixando claro que existem limitações (…não existe milagre!), e de que é fundamental que o paciente faça sua parte, usando filtros solares, evitando a exposição ao sol, e utilizando os clareadores e outra substância de modo adequado.

 

Autoria: Dr. Diemis George Botassari
CRM-4255
Especialista em Dermatologia;

 

Preenchimentos Cutâneos

Recentemente tem-se observado um aumento considerável na procura por procedimentos não cirúrgicos para rejuvenescimento facial. As pessoas procuram alternativas aos procedimentos cirúrgicos para problemas como a perda de volume facial, tratamento das rugas, melhoria das características naturais da face e para correção de assimetrias.
Estes métodos oferecem vantagens indiscutíveis como o resultado cosmético imediato, períodos de recuperação muito curtos, é efetuado em ambulatório e sem a necessidade de cirurgias.

Preenchimentos Cutâneos

São materiais que, injetados na pele visam corrigir imperfeições, preencher sulcos, marcas de expressão, cicatrizes e rugas acentuadas e recuperar o volume facial. Antigamente as substâncias utilizadas eram a parafina, silicone e colágeno bovino que causavam complicações e reações adversas frequentes.

Hoje a substância mais utilizada é o Ácido Hialurônico, que está presente no organismo de todos os animais e em todos os órgãos do corpo humano, principalmente na pele. Essa Substância está associada a muito poucos efeitos indesejados, sendo considerado procedimento bastante seguro.

As manifestações faciais do envelhecimento são conseqüência do efeito combinado de vários fatores que resultam na perda do volume facial: A atrofia da gordura subcutânea, a reabsorção óssea, a perda da elasticidade da pele e a força da gravidade que levam ao aprofundamento das pregas naturais, ao surgimento de rugas, e a um aumento relativo da pele facial levando à flacidez cutânea.

Alguns destes fatores, como a idade e as características genéticas, não poderão ser controlados; outros como os ligados ao estilo de vida, a exposição solar e o fumo poderão ser controlados, mas não completamente revertidos.

Técnicas de Rejuvenescimento Facial

As técnicas de rejuvenescimento facial baseadas no preenchimento dérmico e subdérmico com substâncias como o Acido hialurônico, têm um princípio lógico e efetivo, condicionando um efeito de aumento de volume e de “lifting”. São produtos visco elásticos que produzem expansão do volume subcutâneo atenuando e suavizando as rugas, as pregas e o contorno facial.
Está indicado para o tratamento de rugas moderadas a severas, principalmente estáticas ( ou seja que não dependem da contração muscular) particularmente
da região bucal, lábios, mento e sulcos nasogenianos.

Preenchimentos Permanentes

O metacrilato é um preenchedor definitivo por não ser reabsorvido.

Injeções de preenchimentos permanentes podem causar complicações e deformidades de graus variáveis devendo seu uso ser cauteloso. (Reações imunológicas tipo alergia como granulomas por corpo estranho, deformidades por deslocamento entre outras).

O Ácido Hialurônico

É responsável pelo volume da pele, formato dos olhos e lubrificação das articulações. Para fins terapêuticos é obtido principalmente a partir da fermentação bacteriana com a grande vantagem de praticamente não provocar reações alérgicas.
É responsável também pela fixação da água na pele. Fundamentalmente o processo consiste em preencher espaços, melhorando o volume facial e conseqüentemente amenizando as marcas de expressão.

O Procedimento

Nos últimos anos houve grandes avanços nos produtos comerciais disponíveis, com melhora na durabilidade e nos resultados conseguidos. Recentemente tem sido muito valorizado o conhecimento avançado da anatomia facial , com ênfase no conhecimento dos compartimentos de gordura, inervação e vasos sanguíneos, que favorecem melhores resultados e segurança. Além disso as técnicas de aplicação evoluem constantemente .
Em geral é feito ambulatoriamente, de maneira rápida, e com mínimo desconforto. Algum inchaço e pequenos hematomas (manchas roxas) podem ocorrer e em geral duram poucos dias. O acréscimo de anestésicos nas preparações comerciais reduziu muito o desconforto dos procedimentos. As técnicas de preenchimento podem proporcionar bons resultados para correção de rugas estáticas.

Para maior segurança é indispensável avaliação previa por profissional capacitado para avaliar as indicações, contra indicações e evitar os exageros

 

Autoria: Dr. Diemis George Botassari

Aspectos Psicológicos das Doenças Cutâneas na Infância

A evolução dos meios biomédicos trouxe as doenças psicodermatológicas para um horizonte de entendimento fisiológico, inclusive com descrição de neurotransmissores específicos envolvidos e seus receptores.

Existe uma origem embriológica comum entre a pele e o Sistema nervoso.

  • Entre 20 e 40% dos pacientes que procuram tratamento dermatológico apresentam alguma condição psicológica ou psiquiátrica causando ou agravando seu quadro clínico.
  • A Facilidade de acesso a pele permite ao paciente dermatológico uma interação direta com suas lesões, tocando, arranhando, exagerando ou negligenciando cuidados necessários e complicando ou criando novas lesões.

Histórico

  • Já em 1.200 A.C o médico do príncipe da Pérsia especulou que o quadro de psoríase de seu paciente estaria relacionado a ansiedade em relação a sucessão do trono paterno(187).
  • Falconer em 1788 relata sobre o efeito das paixões sobre a pele.
  • Erasmus Wilson em 1867 citou influências nervosas no prurido, alopecia e delírio de parasitose.
  • Em 1891 brocq e Jacquet cunham a expressão neurodermite
  • Em 1895 Kaposi escreveu sobre “As neuroses da pele”.
  • Em 1953 Wittkolwer e Russel publicaram o trabalho “Fatores Emocionais na Doença Dermatológica”.

Considerar a dermatose com o agente de stress: Reciprocamente, os sintomas físicos e a demanda diária de viver com os sintomas cutâneos (estigmatização, discriminação, rejeição e tantos outros) podem desencadear ou exacerbar sintomas psicológicos.

Dermatose alterações psicológicas e/ou alterações psicológicas dermatose?

 

Quando Suspeitar?

  • Desproporção entre os achados clínicos objetivos e as queixas do paciente;
  • Padrão bizarro das lesões;
  • Lesões que apresentam padrão milimetricamente definido;
  • Ausência de lesões nas áreas de difícil acesso para o paciente ou na face.
  • O paciente que questiona se é ou não psicológico.

Dermatopsquiatria

Algumas dermatoses são expressão direta de distúrbios psiquiátricos, como o delírio de parasitose, tricotilomania, dermatite factícia ou transtorno dismórfico funcional.

Psiconeuroimunologia

Os trabalhos iniciais do psicólogo Robert Ader e do imunologista Nicholas Cohen mostraram que parte de um grupo de ratos submetido a sucessivas injeções de ciclofosfamida e água com sacarina haviam morrido por munodepressão, sendo que esse não é um efeito atribuível a essas substâncias.

O stress induzido pelas injeções da pesquisa é que levou a deficiência imunológica. A partir daí surgiu o conceito de interação entre psiquismo, sistema nervoso e imunologia.

Diagnóstico de Exclusão

  • Afastar outras possibilidades orgânicas
  • Não simplificar o quadro sob a argumentação de que o problema é “psicológico”.

Alopecia Areata

  • Freqüente
  • Autoimunidade?
  • Áreas extensas, recidivas e comprometimento occipital como fatores de mau prognóstico.
  • Melhor prognóstico na infância

Dermatite Atópica

  • Freqüente;
  • Predisposição genética;
  •  Varias influências ambientais;
  • Listas intermináveis;
  • Evolução Crônica;
  • Tendência a melhora com o crescimento.

Dermatite Atópica Dermatite Atópica Dermatite Atópica Dermatite Atópica

Vitiligo

  • Muito temido.
  • Causa Desconhecida.
  • Autoimunidade?
  • Evolução imprevisível.

Vitiligo Vitiligo Vitiligo Vitiligo

Psoríase

  • Causa desconhecida.
  • 1 a 2 % da população.
  • Predisposição genética.
  • Evolução crônica.

Psoríase Psoríase Psoríase Psoríase

Psicodermatoses na infância

A Pele e o Seu Simbolismo

  • “A pele ou cútis é o manto de revestimento do organismo, indispensável à vida e que isola os componentes orgânicos do meio exterior”. (SAMPAIO, 2000, p. 3).
  • “A pele é o órgão de expressão da dinâmica psicoafetiva do homem…” (PERESTRELLO, 1994, p.715).
  • “A pele atua ainda como limite dentro e fora, eu e o outro, eu e o mundo, agindo como sistema de abrigo de nossa individualidade: ao mesmo tempo em que nos protege, é a fachada que nos expõe”.(SATRAUSS, 1989, apud Muller, 2005 p. 23).

Azambuja (2000) diz que o estado da pele é influenciado pelo que se passa na mente. Certas doenças são desencadeadas por pensamentos, reflexões, preocupações ou estresse.

É o ser humano em globalidade que adoece, e não simplesmente a pele;

Qualquer distúrbio da pele é capaz de comprometer o psiquismo; A integridade da pele relaciona-se com a integridade do ser psíquico; Síndromes depressivas, transtornos somatoformes e quadros psicóticos freqüentemente cursam queixas de pele sob as mais variadas formas;
Existe o esquema corporal com sua totalidade neurológica e cultural, mas também existe uma imagem corporal, ainda mais singularizada,que ultrapassa o referido esquema; Essa imagem é garantida em sua integridade não somente pela visão, tato, sensibilidade térmica, dolorosa e proprioceptiva, mas também pela historia e memória cognitivo-afetiva do sujeito. (AZULAY E AZULAY, 2004, p.474)

Entendimento psicodinâmico

A importância da relação mãe-bebê é primordial neste aspecto.
A maternagem tem que ser executada com muita responsabilidade, para que esse novo ego em formação não aprenda que só vive e executa o que lhe é imposto, que além de sua visão externa existe uma parte interna responsável por essas trocas corpo-sensação, que lhe dará o caminho para a sua autonomia como pessoa diferenciada.
Quando este processo é falho provavelmente no futuro este sujeito poderá desenvolver problemas psicossomáticos, pois seu simbolismo é deficiente para lidar com os desarranjos da vida. Ele não conta com mecanismos de simbolização, não consegue usar outra via de descarga a não ser a corporal.

O homem depende da constituição deste corpo erógeno, depende de uma representação de si, da construção de uma identidade no mundo simbólico, para sobrevivência orgânica. Assim, a saúde se sustenta na dupla pertinência biológica e simbólica nas quais o sujeito se constitui. A doença ocorre na falha desta fronteira que sustenta a estrutura. (DUVIDOVICH, 2004, p.25).

Psicossomática

Os sintomas psicossomáticos denunciam uma interpretação errada entre o real e o imaginário na qual as funções orgânicas são afetadas. Funciona como se a pessoa não conseguisse canalizar seus desejos e pulsões para o lugar correto, gerando um desequilíbrio através das expressões destas sob forma variada no seu próprio organismo.

Freud diz ainda que para adoecer são necessários três fatores que interagem na doença: congênitos e hereditários para os aspectos constitucionais e mais a soma das
experiências infantis que, unidas com os primeiros, formam a porção individual dos fatores atuais desencadeantes (MAC FADDEM, 2000).

“Há, nesses indivíduos, uma regressão do Ego em nível defensivo primitivo, com fortes tendências autodestrutivas, relacionadas com o instinto de morte. Seu funcionamento emocional constrito, e sua atividade psíquica inflexível sugerem que esses pacientes levam uma vida de modo mecânico, como robôs”. (NEMIAH, 1978 apud MACFADEM 2000. p 22).

O corpo biológico nasce no corte do cordão umbilical, o corpo erógeno nasce depois, no encontro-desencontro com o outro materno. No entanto o segundo comanda o primeiro (DUVIDOVICH, 2004).

Atendimentos (Casos)

A pele assume um simbolismo incrível, como a observação feita em algumas falas de pacientes e familiar.
”não aprendi a receber afeto e também não sei dar, se chegar perto pode me machucar e se encostar posso te deixar doente”;

  • A criança e um sujeito em formação;
  • Cuidados maternos insuficientes?
  • Componentes emocionais mais observados na criança e nos cuidadores.
  • Peculiaridades dos casos.

“será que a criança tem mesmo estresse, eles não se preocupam com nada”.
“minha mãe só gosta do meu irmão, mais assim mesmo ela me da remédios, vive correndo atrás de mim”.

Curso dos casos

Importância do acompanhamento multidisciplinar

“As psicodermatose infantis podem ter um prognostico favorável por conta do aumento da maturidade ,da educação dos pais e da psicoterapia, podem em casos favoráveis permitir que o sintoma seja abandonado. Já onde a doença tem um grau severo de comprometimento emocional (formação do Ego) uma vida de doença psicogênica crônica e recorrente é provável a menos que uma intervenção multidisciplinar seja iniciada. (Psicologia, Dermatologia e Psiquiatria)”.

 

Autoria: Dr Diemis George Botassari – Médico Dermatologista
Angelica Maria Antonholi Botassari – Psicóloga

Referências

  • ANZIEU, D. O Eu – pele. São Paulo: Casa do Psicólogo, 1989.
  • AZULAY, R. David, Azulay, D. Rubem, Dermatologia, Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2004.
  • KLEIN, Melanie. A psicanálise de crianças, Rio de Janeiro: Imago, 1997. Coleção obras completas de Melanie Klein. Vol. 2.
  • MAC FADDEN, Maria Adélia Jorge, Psicanálise e psicossomática. Campinas, São Paulo: Ed. Alínea, 2000.
  • MARTY, Pierre, A psicossomática do adulto. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 1993.
  • MELLO FILHO, Julio de. Concepção psicossomática: visão atual, 4ª ed., Rio de Janeiro: Tempo brasileiro, 1986.
  • PERESTRELLO, D. A pele e seu simbolismo. IN PAIVA, Luiz Miller de. Medicina Psicossomática: psicopatologia e terapêutica. 3ª ed., São Paulo:
    Artes Médicas, 1994.
  • SPITZ, René A. O primeiro ano de vida, São Paulo: Martins Fontes, 2000.

Dermatite de Contato

As dermatites de contato são motivo muito freqüente de consultas dermatológicas. Elas freqüentemente ocorrem como doença relacionada a profissão do paciente o que causa grande dificuldade, sendo causa freqüente de afastamento do trabalho. Pode ser por irritante primário ou por sensibilização alérgica. No caso dos irritantes primários, como produtos cáusticos de limpeza, não há hipersensibilidade, ou seja qualquer individuo que entrar em contato com esse tipo de produto vai desenvolver lesões. No caso da sensibilização alérgica, o individuo apresenta uma hipersensibilidade trata-se de um fenômeno alérgico verdadeiro. 

Sensibilização Alérgica

As dermatites de contato por sensibilização alérgica, são caracterizadas por vermelhidão, coceira, descamação e até mesmo bolhas nas áreas expostas a uma dada substância. Ocorre, após exposição a um determinado material ( metais, plásticos, borracha, perfumes, couro, etc…), como um fenômeno de causa ainda desconhecida, em que o individuo passa a ser sensível a essa substância. Dai em diante se forma uma memória imunológica, de maneira que sempre que houver uma nova exposição a substância em questão, haverá novas lesões após cerca de 24 a 48 horas.

A Causa do Problema

A grande dificuldade está em se descobrir a causa do problema, pois existem cerca de 3.000 substâncias que podem causar dermatite de contato, e a cada dia esse número aumenta devido ao surgimento de novos materiais. Muitas vezes a localização das lesões e a historia clínica podem apontar possíveis causas, mais isso nem sempre ocorre.

A grande estratégia de tratamento consiste em descobrir a causa e afastá-la pois, não há como reverter o processo de sensibilização alérgica, ou seja, aquele indivíduo que tem uma dermatite de contato por determinado material sempre será sensível a ele e a estratégia de tratamento é descobrir e afastar a causa.

Teste Alérgico de Contato

Muitas vezes é necessário a realização de um teste alérgico de contato para tentar descobrir a causa da dermatite alérgica. O teste não é absoluto pois como já dito existem mais de 3.000 substância catalogadas que podem causar dermatite de contato e não há como realizar um testar todas elas . Há um teste padronizado que considera as substâncias mais comumente implicadas na dermatite de contato no nosso meio. Cumpre lembrar que o teste não é um tratamento e sim uma estratégia para descobrir a causa da dermatite de contato, cujo tratamento é afastar a causa. 

A dermatite de contato permanece como uma doença importe, muitas vezes com difícil diagnóstico quanto a sua causa, e que representa um motivo importante de afastamento do trabalho e que gera grande desconforto nos seus portadores.

 

Autoria: Dr. Diemis G. Botassari

Cuidados Com a Pele Para o Outono e Inverno

Na chegada do outono e inverno é importante se preparar para cuidar bem da pele, com a expectativa de clima mais frio e seco.
É também a ocasião ideal para muitos procedimentos que visam manter a qualidade e rejuvenescer a pele.

Filtro Solar no Inverno?

Ao contrario do conceito popular, durante o outono e inverno ainda existe radiação solar em quantidade suficiente para lesionar a pele, sendo indispensável o uso de filtros solares de boa qualidade. É preciso usar pelo menos um fator de proteção 30 (não há beneficio em usar fator de proteção mais alto), no mínimo 2 vezes por dia, mesmo com a ocorrência de chuva ou tempo nublado.

Hidratação é Fundamental

Os cuidados com a hidratação da pele são fundamentais, incluindo ingestão de grandes quantidades de líquidos e cuidados em relação aos banhos, que devem ser rápidos, poucos (um por dia ou no máximo dois) com sabonete delicado, sem usar água excessivamente quente, evitando esfregação vigorosa com bucha ou esponja, com o objetivo de preservar a oleosidade natural da pele. Os banhos devem deve ser seguido da aplicação de um bom hidratante, escolhido de acordo com as características da pele de cada indivíduo.

A pele dos idosos merece atenção especial, pois já existe uma redução da oleosidade relacionada ao próprio envelhecimento, e que pode determinar prurido (coceira) ou mesmo lesões de pele características do ressecamento ou escoriações devido ao ato de coçar.

Tratamentos Adequados Nesta Época

O tratamento de manchas é facilitado pela menor incidência de radiação ultravioleta, proporcionando melhores resultados com o uso de cremes com efeito clareador.

Essa época do ano é a mais adequada para realização de procedimentos que podem melhorar a qualidade e textura da pele com rejuvenescimento como peelings, LASERs, luz intensa pulsada e radiofreqüência. Há mais conforto para os pacientes e menos chances de hiperpigmentação ( manchas ) em função da menor intensidade de radiação ultra violeta. Tais procedimentos necessitam avaliação personalizada e especializada para sua adequada indicação e realização, afim de evitar possíveis complicações.

Cuidados adequados com a pele no outono e inverno contribuem muito para uma boa aparência e mais saúde , e garantem uma boa qualidade e aspecto da pele na chegada do verão.

 

Autoria: Dr. Diemis G. Botassari

As Famosas “Pintas”

A maioria dos indivíduos apresenta pelo menos um sinal ou pinta na pele. Apesar de extremamente comuns a ocorrência desses sinais é motivo freqüente de preocupação e de consultas ao dermatologista, sobretudo pelo temor de se tratar de uma lesão maligna ou com possibilidade de transformação em câncer. 

Transformação Maligna

As pintas ou sinais são mais adequadamente chamados de nevos melanocíticos. São muito comuns e podem estar presentes desde o nascimento (nevos congênitos ) ou surgir durante a infância e adolescência ( nevos adiquiridos). Em geral iniciam como alteração da cor apenas ( mancha escura ou preta), com evolução quase sempre marcada por crescimento lento e progressivo com gradual perda de pigmentação, até atingir um tom semelhante a cor da pele do indivíduo. Sua freqüência é maior nos indivíduos de pele mais clara e que foram mais expostos ao sol, principalmente nos primeiros anos de vida. Sua importância reside no fato de que, em alguns casos, eles podem evoluir para formas agressivas de câncer de pele (melanoma).

Felizmente a grande maioria dos nevos são benignos e apresentam risco muitíssimo baixo de transformação maligna, com importância apenas estética. O grande problema está no fato de que sua freqüência é muito alta na população geral, e os critérios para determinar quais são as lesões com risco de malignização ou já malignas são de difícil aplicação para o leigo, e há dezenas de diagnósticos diferencias ( lesões parecidas) que precisam ser considerados. 

Critérios de Risco

A velha orientação de usar um bom filtro solar pelo menos 2 vezes por dia pode reduzir significativamente o risco de transformação maligna dos nevos. Mas sempre é preciso estar atento para lesões que preenchem os critério de risco ABCD:

A assimetria. B bordas irregulares. C cor ( variações com vários tons de marrom ou até preto, branco ou vermelho na mesma lesão). D diâmetro maior do que 6 mm.

A avaliação dos nevos é difícil . Na dúvida eles devem ser examinados por um dermatologista capacitado para que o risco possa ser estimado. Muitas vezes é indicada a dermatoscopia, um exame realizado com aparelho com lente de aumento e iluminação, que pode trazer dados adicionais para o diagnóstico.É sempre conveniente que essas lesões sejam analisadas para que se possa retirar lesões que envolvam risco ou mesmo tranqüilizar o paciente e sua família.

 

Autoria: Dr. Diemis G. Botassari

Cosméticos Para Cabelos

Apesar da aparente ausência de funções em humanos, os cabelos apresentam grande importância psicológica e na construção da imagem corporal

Diariamente a população é bombardeada por propaganda, muitas vezes exagerada e que gera expectativas alem da realidade

O Brasil é hoje um dos maiores mercados consumidores de produtos cosméticos para cabelos. Os produtos utilizados devem ter registro na Agência nacional de vigilância sanitária ( http://www.anvisa.gov.br ou cosmeticos@anvisa.gov.br) 

Tratamentos e Cuidados

Ao contrário do que se imagina, o cabelo étnico ( dos afro descendentes) é o mais frágil, ficando danificado facilmente, com estrias profundas e escamas soltas. 

A Modelagem Compreende alisamento e ondulação.
A famosa chapinha é um molde em placa plana ou curva que determina mudanças na forma dos cabelos. O seu abuso pode levar a fraturas (quebras) na haste dos cabelos.
A deformação permanente é obtida por uma reação química de redução. Sendo os principais agentes redutores os tioglicolatos e hidróxidos. Deve-se usar sempre o mesmo agente redutor (cabelos tratados com tioglicolato não podem ser tratados com hidróxido de sódio e vice-versa), para evitar quebra dos fios.

Retoques nas raízes somente podem ser realizados após 6 a 12 semanas. É mais seguro aguardar pelo menos 2 semanas entre procedimentos (ex: Alisamento àTintura).

A chamada escova progressiva com formol está proibida no país devido a sua toxicidade. O formol se liga às proteínas da cutícula formando um filme endurecido na haste do cabelos, semelhante a um verniz (efeito “maçã do amor!), com a forma final sendo dada pela chapinha. Os fixadores Capilares são produtos destinados a manter a forma do cabelo e penteado diante de influências externas como o vento, umidade e etc. O mais utilizado é o polímero carboxivinílico, que age formando um filme ao redor dos fios. 

Existem vários tipos de colorações disponíveis. As tinturas Vegetais em geral são a base de Henna (l.alba) com cor original vermelha. Penetra pouco na cutícula do cabelo, saindo em 4-6 lavadas. As tinturas graduais usam acetato de chumbo, nitrato de prata, níquel e outros. Sua aplicação repetida provoca escurecimento gradual dos cabelos, de modo que exigem várias aplicações. Não são compatíveis com outras tinturas. As tinturas temporárias são usadas para adicionar cor leve , clarear cor natural ou melhorar tom de tintura previa. As tinturas semipermanentes (Xampu tonalizante) 
utiliza tintura têxtil.Cobre cabelos brancos e adiciona reflexos. Não clareia os cabelos. A tintura permanente penetra no córtex e forma moléculas grandes que não saem. A cada 4 a 6 semanas necessita retoque na raiz. Exige o uso de água oxigenada e amônia, sendo o tipo de tintura que mais agride os cabelos. Nos “reflexos“ e  “luzes” apenas poucos fios são descoloridos com ajuda de toucas com orifícios que protegem o restante dos cabelos e o couro cabeludo.

Como orientação geral sugere-se utilizar tais procedimentos com moderação, procurando sem pré bons profissionais, que estejam habituados ao uso desses produtos.Como em muitas coisas na nossa vida , em relação aos produtos capilares moderação é o mais importante.

 

Autoria: Dr. Diemis G. Botassari

Acne da Mulher Adulta

São muito comuns as consultas dermatológicas de mulheres apresentando acne preocupadas e perguntando: Mas eu já não passei da idade de ter espinhas? Para desespero das pacientes a resposta é não. Existe a chamada acne da mulher adulta. Por Definição, Acne da mulher adulta é aquela que persiste ou surge após a adolescência, ou seja, pacientes que nunca tiveram acne e começam a ter ou que tem acne desde a adolescência sem interrupção. O quadro Clínico em geral é mais brando com predomínio de lesões no 1/3 inferior da face, principalmente na região mandibular ou mesmo no pescoço. É comum haver lesões grandes e doloridas, principalmente no período perimenstrual. 

O Que as Causam

A doença pode afetar por volta de 12% das mulheres entre 26 e 44 anos. A causa esta ligada a excesso de atividade de hormônios masculinos (As mulheres apresentam pequena quantidades de hormônio masculino) e de produção sebácea. Na maioria dos casos não há excesso desses hormônios, mas há uma atividade exagerada da produção de oleosidade mesmo com níveis hormonais normais.

Grandes investigações laboratoriais com dosagens hormonais não são necessárias rotineiramente para pacientes férteis e com ciclos menstruais regulares . No caso de o quadro se acompanhar de excesso de pelos, irregularidade menstrual ou infertilidade, causas específicas devem ser afastadas. 

Diferentes Tratamentos

Além da idade dos pacientes, a acne da mulher adulta também apresenta diferenças em relação aos tratamentos, com poucos resultados com uso de antibióticos sistêmicos e menor atividade da isotretinoína. Os melhores resultados ocorrem com medicamentos com efeito anti androgênico, ou seja, que reduzem a atividade dos hormônios masculinos, e que necessita acompanhamento adequado. Com o tratamento correto é possível estabelecer um bom controle do problema, embora haja necessidade de uso de medicamentos por longos períodos . 

A acne da mulher adulta se constitui em uma frequente causa de consultas dermatológicas e afeta de forma muito negativa o psicológico das pacientes . É importante a avaliação correta para o diagnóstico e tratamento adequados, melhorando e a autoestima das pacientes e evitando a ocorrência de manchas e cicatrizes inestéticas. 

 

Autoria: Dr. Diemis G. Botassari

A Banalização da Beleza

A mídia massifica um padrão de beleza que é simplesmente inatingível para a maioria da população, e gera uma enorme pressão por fórmulas e procedimentos “magicos’’. A mocinha do comercial não tem se quer uma marca de vacina e o ator da novela parece esculpido a cinzel…. Cada vez mais somos bombardeados por inúmeros produtos e procedimentos destinados a melhorar o aspecto estético da pessoas, muitas vezes com escassa ou nenhuma comprovação científica. Os aspectos financeiros tanto por parte dos que querem pagar menos, quanto daqueles que são mal (ou des)qualificados para fazer se prestam a receber menos, banalizam esses produtos e procedimentos, o que pode por as pessoas em risco

Não há magia.

Ter um corpo escultural ou uma face perfeita normalmente dependem de uma dádiva da natureza associada a alimentação adequada combinada a atividade física regular sem vícios ou exageros . Em fim, vida saudável. Existem produtos que podem contribuir de forma coadjuvante para melhorar isso, como é o caso de bons filtros solares e um número restrito de substâncias que aplicadas na pele podem melhorá-la. As pessoas comuns precisam fazer uma reflexão sobre o uso indiscriminado de medicamentos para emagrecer ou complexos vitamínicos mirabolantes, ou cremes sem nenhuma indicação científica.

Procure Profissionais Qualificados!

Há procedimentos que se destinam a corrigir pequenas imperfeições e melhorar aspectos físicos de pessoas que estão bem de saúde. Sempre é preciso entender que tais procedimentos tem limites e precisam ser realizados em condições ótimas de segurança, com ambiente adequado, e por profissionais adequadamente treinados, respaldados pelas respectivas sociedades de especialidades, atuando dentro de limites éticos e preceitos científicos. “Não existe quase nada que determinados homens não possam fazer um pouco pior, para custar um pouco menos e chegar a um resultado um pouco menor, aqueles que consideram somente o preço são vítimas da pilhagem legal daqueles homens”.

Diante da possibilidade de realizar algum procedimento dito “estético” é indispensável conhecer o profissional em questão, seus antecedentes éticos e sua formação. Nem todos os equipamentos são iguais aqueles de tecnologia superior, sobretudo quando em mãos adequadamente qualificadas acabam custando mais, porém com melhores resultados e mais segurança. 

Emfim é preciso viver feliz aproveitando da vida aquilo que ela nos oferece de bom , dentro de limites de bom senso e saúde. Contribuindo para uma sociedade melhor ao nosso redor . Entender que háq limites para o que a ciência pode nos dar, mas nem sempre para o que o “mercado’’ pode oferecer.

 

Autoria: Dr. Diemis G. Botassari